Concurso homenageou o centenário do samba

 

A terceira edição do Concurso Novos Designers Brasil, promovido em setembro pela GOTEX SHOW, feira internacional de produtos têxteis, contou com dois alunos da graduação em Design de Moda – Estilismo do Centro Universitário Senac no pódio, os futuros estilistas Fernanda Garcia, que cursa o 6º período, e Pedro Valarino, no 4º.

Sob o mote Samba:  100 anos ritmando o molejo do requebrado Brasileiro, o concurso, que recebe inscrições de estudantes de moda de todo o país, deu aos participantes o desafio de criar looks em homenagem a esse ritmo musical, um dos maiores porta-vozes do Brasil no mundo.

Praça Onze

Inspirada no gingado das baianas do candomblé e do malandro carioca, Fernanda Garcia foi a grande vencedora com a coleção Praça Onze, exibindo looks que mesclaram a sofisticação da modelagem da alfaiataria à sensualidade da mulher brasileira na passarela. “Gosto de me desafiar e decidi fazer os acessórios também, como as bolsas, os brincos e até as rasteirinhas usados pelas modelos. Acredito que isso chamou ainda mais a atenção do júri para o meu trabalho, pois desenvolvi os looks completos, do conceito à apresentação”, explica Fernanda.

Praça Onze contou com quatro looks que apostaram no histórico de miscigenação cultural presente no samba. Às peças de alfaiataria, Fernanda acrescentou rasteirinhas, já as bolsas foram modeladas à semelhança de instrumentos musicais. “Como todos nós tivemos de trabalhar com os mesmos tecidos e o mesmo tema, procurei me diferenciar também pelo corte de alfaiataria e estruturação de alguns tecidos com entretelas”, afirma.

Fernanda receberá como prêmio uma viagem de pesquisa de moda para a China, com todas as despesas pagas, no ano que vem. Confira as fotos da coleção:

O turbante desce o morro

O turbante desce o morro

O turbante desce o morro

Pedro Valarino foi o escolhido na votação popular realizada na página do facebook da feira. O designer desenvolveu uma coleção feminina, composta por 4 looks, entitulada “O turbante desce o morro”,  que foi compartilhada 2.192 vezes e recebeu 556 likes.

Autor da coleção mais conceitual do evento, que contou com 10 finalistas, Pedro revela que o concurso foi uma oportunidade para explorar um pouco as próprias raízes. “Parte da minha família é baiana, realizar esse trabalho foi uma forma de falar um pouco de mim”, revela.

O turbante foi o ponto de partida para o desenvolvimento dos quatro looks, que também trouxeram elementos de alfaiataria associados ao forte trabalho artesanal do jovem designer, como o vestido de renda, que Pedro costurou à mão.

 

Comentários

Comentários