Ensaio coloca a técnica ancestral do Ñandutí e Ao Po’í em foco

 

Peças de Ñandutí e bordados Ao Po'í são fonte de renda de comunidades do Paraguai

Peças de Ñandutí e bordados Ao Po’í são fonte de renda de comunidades do Paraguai

Reza a lenda que a primeira peça de tecido de Ñandutí, patrimônio cultural do Paraguai, foi fiado por uma aranha. Daí vem o seu nome, que em guarani, a língua oficial do país, significa “fio branco de aranha”. Já o tradicional bordado Ao Po’í, que significa “tela fina”, traz sempre motivos delicados como flores e folhas, em peças de algodão.

Essas duas técnicas têxteis ancestrais serviram de fio condutor para a stylist Dalba Micheli, recém-formada pelo Senac Lapa Faustolo, apresentar a cultura e a tradição do seu país em seu trabalho de conclusão de curso, que culminou no editorial “Ñandutí e Ao Po’í”, publicado abaixo.

 

 

 

Ficha Técnica:

Styling: Dalba Micheli Vera Amarilla Ghidetti

Beleza: Lucas Lisboa

Fotos: Vanessa Diskin

Produção: Dalba Micheli Vera Amarilla Ghidetti

Assistente de Produção: Mariana Takikawa, Heloisa Prinholato, e Paula Montagner

Modelo: Rayane Seelend

 

Comentários

Comentários