Marca incorpora ícones do estilo musical à nova coleção

2.016 é mesmo o ano do sertanejo. Depois de Wanessa Camargo anunciar seu retorno às origens em mais um reposicionamento de carreira, a Cavalera, marca de DNA rock’n’roll fundada em 1.995 por Alberto Hiar (Turco Loco) e Igor Cavalera, ex-baterista da banda de death/thrash metal Sepultura, surpreendeu ao realizar ontem o fashion show Nossa Moda de Viola (alô, Fashion Rocks!), que com a #Bregaoescambau no rodapé do convite já avisava ao que vinha, quebrar o estigma pejorativo do caipira para abraçar esse mercado promissor.

Além do casting de modelos, o desfile contou com cerca de vinte cantores sertanejos no palco, que desfilavam na passarela enquanto cantavam clássicos do estilo como Romaria e A Majestade o Sabiá.

É verdade que o evento teria sido melhor ambientado no Villa Country, meca paulistana do sertanejo, mas, talvez, para não assustar ainda mais a clientela antiga, habituada ao lema moda com muito rock’n’roll da label, a Cavalera, que já desfilou no Minhocão e às margens do Rio Tietê, optou pelo Tom Brasil, em Santo Amaro.

Com personalidades como João Gordo e Fernanda Young na fila A, o desfile começou 1 hora depois do combinado, às 22 horas. Logo após uma chamada forte de berrante, um vídeo de Jair Rodrigues cantando Disparada foi projetado no telão, puxado na sequência pela dupla Thaeme e Thiago, que inaugurou a passarela trazendo a coleção que, salvo alguns ícones como bordados e patches de inspiração clara no universo dos rodeios, poderia muito bem ter saído de moodboards anteriores da marca, com modelagem e cartela de cores característicos.

Para quem estava lá e sentiu falta das fivelas grandes nos cintos, botas de cowboy e demais itens clássicos desse universo no styling, que esbanjou referências bohoTed, basta lembrar que há algum tempo o visual da nova safra sertaneja vem sendo repaginado, a exemplo do novo look do cantor Luan Santana, que flerta com o rockabilly.

E para os que questionam o porquê da marca aproveitar o boom do segmento para atrair o público para si, fica aí a pergunta, o tabu de gênero, mesmo que musical, ainda tem espaço nos dias atuais?

Confira abaixo a galeria de looks da nova coleção feita pelo #ModaInfo:

 

 

Fotos: Agência Fotosite

Comentários

Comentários