Performances chamam a atenção na passarela

A atitude desfilada na passarela da Casa de criadores continua surpreendendo. O fashion show de Elias Kaleb, que apresentou uma coleção inspirada na ideia de paraíso do estilista e trouxe nos modelos figuras silfídicas normcore carregando consigo bolsas das quais escorriam areia colorida, além de colares com flores congeladas, duas belas metáforas sobre tempo para uma indústria tão pautada por ele.

Felipe Fanaia convidou seus amigos, e seu marido Rober Dognani, que desfilou no dia anterior, para modelar no catwalk, que teve selfie, beijo e até look tal mãe, tal pet. Para o inverno, o estilista aposta nas sobreposições, no aconchego das peças oversized para sua coleção streetwear nas misturas, de tecidos resinados com naturais, de cores neutras com vivas e de estampas, tudo isso num mesmo look.

A Också dá continuidade ao seu print funcional e agênero, cujo minimalismo destaca os estudos sobre proporção e modelagem nos looks P&B, enquanto a Tarcísio Brandão explora os fazeres manuais, como o trabalho com capim dourado, o crochê e o macramê em sua moda com pegada beachwear.

Por fim, Weider Silvério encerra a noite trazendo à camisaria e ao denim o drama da personagem espanhola encarnada por Madonna em La Isla Bonita. O resultado são babados, cordões e poi maximizado desconstruindo dois clássicos do guarda-roupa moderno.

 

Fotos: Agência Fotosite

Comentários

Comentários