Salão de componentes aponta referências criativas para temporada mais fria do ano

 

Walter Rodrigues

Walter Rodrigues

De olho no cenário de instabilidade e desconfiança gerado pela crise sócio-econômica no país e no mundo, o Inspiramais, salão promovido pelo Núcleo de Design da Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos) apresentou sua aposta sobre a palavra-chave para o inverno do ano que vem: leveza.

“Em 2018, com as eleições e a possibilidade de uma renovação do cenário, a leveza seria a palavra de otimismo para continuarmos lutando”, explica Walter Rodrigues, estilista e coordenador da pesquisa, segundo o qual ela também surge como uma proposta de valor para o consumidor final. “Antigamente, o valor de um mesa de madeira estava no peso da matéria-prima, hoje está no design, a leveza faz parte disso”.

De acordo com ele, esse pensamento se confirmou com o livro “A Leveza“, lançado em 2015 pelo filósofo francês Gilles Lipovetsky, que aponta inovações em torno de nanomateriais, desmaterialização dos objetos e até mesmo alimentação orgânica inseridas no cotidiano das pessoas.

Como resultado, materiais transparentes como plástico e acrílico, de toque suave e aspecto leve entram em campo para a estação mais fria do ano.  “A ideia é limpar o design, reunimos propostas de corte a fio para eliminar o processo da costura no produto, além de peças sem forro e com silhueta fluida”, conta Tatiana Souza, consultora do Inspiramais e membro do coletivo de criação do #ModaInfo 2017 ed.2, que acontece em outubro.

 

 

Referências Brasileiras para o verão 2019

projeto Referências Brasileiras, do salão Inspiramais

Colete inspirado no Bumba meu Boi do Maranhão, para o projeto Referências Brasileiras, do salão Inspiramais

O projeto referência brasileira, capitaneado pelo designer Jefferson de Assis, apontou releituras dos costumes dos brincantes de Bumba meu Boi do Maranhão, como caboclos de fita, rajados e vaqueiros de cordão sob o mote resistência, uma leitura para um cenário pós-crise.

“Essa resistência traz exuberância, brilho e volume. Os bordados tomam conta, já que, nessa festa, as roupas vão sendo construídas ao longo dos anos, ganhando peso e história”, finaliza Jefferson.

 

 

 

 

 

 

Fotos: Ana Luia Camacho e Marcella Ferrari Boscolo

 

 

 

Comentários

Comentários