A estilista veio ao Brasil para 1º Wearable festival, em São Paulo

 

Imagine que você precise de um vestido novo para a próxima festa, mas, ao invés de comprá-lo numa loja, você simplesmente receba o modelo por e-mail e o imprima em casa? Foi justamente esta ideia que a estilista israelense Danit Peleg apresentou ao público presente no 1º Wearable Festival, no auditório do Centro Universitário Belas Artes, em São Paulo.

Os modelos apresentados por ela foram frutos do seu TCC em Design de Moda, na Faculdade de Shankar, em Israel, tornando-a a primeira estilista da história a conceber uma coleção de moda numa impressora 3D pessoal.

Danit contou ao público do evento os processos de criação e produção da coleção, que levaram cerca de um ano. A estilista já havia trabalhado com impressão de roupas em 3D durante um estágio em Nova Iorque, porém, de acordo com ela, as roupas não eram confortáveis para as modelos.

Danit Peleg

Danit Peleg

“Sempre gostei de me conectar com outras pessoas, meu primeiro projeto foi um vestido com luzes que interagiam com mensagens de texto, brilhando quando eram positivas. Eu percebi que as pessoas se interessavam por ele já que nunca haviam mandado mensagens para um vestido antes”, confessa Danit, aos risos, e continua “foi quando eu experimentei fazer algo inovador pela primeira vez”.

A estilista revela que o primeiro desafio foi encontrar o material de impressão que mantivesse as características de flexibilidade e resistência de um tecido “testei várias impressoras e tipos de filamentos, que substituem os ‘tecidos’ para as roupas que desenhei e, por mais de um mês, tudo que eu utilizava era inflexível e pouco resistente, inviável para o projeto”, declara.

Quando ela finalmente encontrou a matéria-prima adequada para sua produção, o FilaFlex, teve de driblar o tempo de impressão, 400 horas por modelo em média – 2 mil horas ao todo – para entregar a coleção dentro do prazo da faculdade “Criei uma pequena fábrica com seis impressoras e contei com a ajuda de muita gente, além de usar softwares de modelagem gratuitos. Penso eu essa é a maior vantagem da Internet, encontrar pessoas dispostas a colaborar com a sua ideia”, afirma Danit.

A estilista viaja o mundo divulgando seu projeto e acredita que, no futuro, as pessoas poderão imprimir as próprias roupas em casa “desejo continuar pesquisando meios de viabilizar a impressão de roupas em 3D com outros designers para propagação dessa tecnologia na indústria”, finaliza.

 

Confira a coleção da Danit:

Coleção impressa e 3D. Crédito da foto: Daria Ratiner

Fotos: Daria Ratiner

Comentários

Comentários