Evento reuniu profissionais do mercado de perfumaria nacional e internacional

 

O Brasil é líder mundial no consumo de perfumes, a maioria importados. Dados da Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene, Perfumaria Pessoal e Cosméticos) revelam que 89% dos cerca de 200 milhões de brasileiros possuem ao menos um frasco de água de colônia, body splash, eau de toilette ou eau de parfum em casa.

Com o objetivo de discutir os caminhos para o desenvolvimento da perfumaria nacional, o Instituto dos Sentidos, organização que promove estudos de percepção sensorial, realizou o Iº Congresso Internacional de Perfumaria, no Senac Lapa Faustolo, entre 25 e 26 de novembro.

O evento reuniu executivos do segmento, como Sun Shul Kim, presidente da Opaque no Brasil, e Lásaro do Carmo Jr, presidente da Jafra Cosméticos para América Latina, além dos perfumistas Napoleão Bastos, da IFF (International Flavors & Fragrances), Cesar Antonio Veiga, do Grupo O Boticário, e Jean Luc Morineau, diretor da L’Atelieur Perfumes.

 

Perfumes na moda

Atentas ao gosto do brasileiro pelos perfumes, as marcas estrangeiras estão aportando terras tupiniquins para explorar seu potencial, como o caso da L’Occitane Au Brésil, lançada em 2013 pelo grupo L’Occitane para o desenvolvimento de cosméticos elaborados com matéria-prima local, “temos a alma francesa e o coração brasileiro”, afirma Patrícia Braga, gerente geral de marketing da marca, que acaba de lançar a colônia Olinda, inspirada na mulher brasileira.

Lásaro do Carmo Jr.

Lásaro do Carmo Jr.

Com o desafio de tornar a Jafra conhecida no Brasil, Lásaro revela que o primeiro passo foi desenvolver um perfume em parceria com a Iódice, lançado em novembro deste ano, “a Iódice possui prestígio, esse projeto vai encurtar nosso caminho para nos tornarmos conhecidos”, revela o executivo, e continua, “hoje eu não tenho a mesma dificuldade em fechar parcerias com as grifes que eu tive há sete anos, as pessoas já fazem uma aposta maior porque o Brasil prova que dá certo. Se há uma categoria (no mercado da beleza) que faz sucesso, essa categoria é o perfume”, afirma.

Contudo, a união das marcas brasileiras de moda com a perfumaria ainda acontece lentamente, de acordo com avaliação de José Luiz de Paula Jr, CEO do Tauris Group e idealizador do congresso, “os perfumes acompanham as pessoas até na hora de dormir e respondem por uma grande fatia do faturamento das grifes internacionais, mas, por aqui, vimos apenas iniciativas frágeis até agora. O dia que os nossos estilistas começarem a desenvolver fragrâncias que acompanhem o calendário das suas coleções, será uma festa de lançamentos”, acredita o executivo, enquanto indaga, “as mulheres que vestem as criações dos nossos estilistas usam perfumes de quem? não podemos perder isso de vista”, alerta.

 

Gosto do brasileiro

Magdalena Fuenzalida

Magdalena Fuenzalida

“O brasileiro é exuberante, tem um jeito de viver, de falar, e de se mover que se traduz em perfumes vibrantes, fortes e alegres”, declara Magdalena Fuenzalida, gerente de marketing da Cramer, casa de fragrâncias chilena, que explica que esse perfil nos diferencia dos outros povos “no Chile e na Argentina, por exemplo, as pessoas são mais tímidas e os perfumes, mais leves. No restante da América Latina predominam fragrâncias mais marcantes, mas não como no Brasil”, acredita.

Além do comportamento, a especialista afirma que a escolha por perfumes mais fortes também leva em consideração a questão do clima, já que, em temperaturas mais altas, as fragrâncias evaporam rapidamente e precisam de maior fixação.

Magdalena revela que as fragrâncias que fazem mais sucesso por aqui são florais frutados para as mulheres e o tradicional fougère para os homens, além da onda de perfumes masculinos adocicados, que ela garante, veio para ficar. “O latino americano está perdendo o medo de se relacionar com a cosmética ao passo que se liberta do estigma de ‘machão’, motivado principalmente pela vaidade dos jogadores de futebol. Flores, impensáveis para um perfume masculino até um tempo atrás, já que trazem notas doces à fragrância, entram na formulação de vários best sellers daqui”, avalia.

 

Fotos: Divulgação.

Comentários

Comentários