Robô faz leitura de estilo e te recomenda marcas do line-up da Semana de Moda

 

A Microsoft trouxe para o SPFW (São Paulo Fashion Week) uma experiência de inteligência artificial que faz recomendações das marcas de seu calendário aos visitantes baseadas na afinidade de informações de estilo colhidas por ele na hora.

Funciona assim, primeiro a máquina escaneia seu rosto em modo retrato e entende características suas como cor de pele, cabelo, maquiagem, acessórios e sentimento. Depois, ela lê o corpo todo e observa detalhes do look, como a modelagem das roupas. Ao final, um relatório preliminar com sugestões sobre o seu estilo e marcas do line-up que podem te interessar é emitido pelo sistema.

O experimento é interessante, mas detalhes como a pouca iluminação ao redor da câmera que captura as informações no stand do SPFW prejudicam a assertividade da leitura do robô.

Apesar disso, dá pra imaginar facilmente a aplicabilidade de sistemas semelhantes a esse em e-commerces e, porque não, lojas físicas de moda, servindo em certa medida como um consultor de estilo individual.

 

Fabio Scopeta, Líder de Inteligência Artificial da Microsoft para América Latina

“Chegamos nessa ideia de desenvolver a inteligência artificial para o SPFW para mostrar que é possível desenvolver esse sistema para qualquer tipo de indústria”, diz Fábio Scopeta Líder de Inteligência Artificial da Microsoft para América Latina, à frente do projeto, cujo robô levou dois meses para ser educado com o input de mais de 55 milhões de imagens de moda.

Para o ano que vem, Fábio revela que a Microsoft está desenvolvendo uma experiência para o SPFW relacionada à realidade mista, tecnologia de imersão amplamente divulgada pela Microsoft, capaz de lançar elementos virtuais que interajam com as pessoas no ambiente físico.

Iniciativas assim nos fazem pensar que, num futuro não muito distante, ao invés de as pessoas verem os melhores looks das passarelas nos corpos dos modelos, os experimentarão em si mesmas, já amparadas por recomendações de estilo e ocasião de robôs treinados para segmentar, e reter, o público-alvo de cada marca.

 

 

Fotos: Thinkstock

Comentários

Comentários