As artistas participaram do Senac Moda Informação 2017 ed.1

 

“Não é it-girl, é it-favela”, explicam as irmãs Tasha e Tracie Okereke, gêmeas e de gêmeos, que protagonizaram ao lado de Djamila Riberio e Augusto Mariotti a resenha sobre Estética de Periferia no #ModaInfo 2017 ed.1.

Moradoras do Jardim Peri, na zona norte, elas chamaram a atenção de todo mundo com a divulgação do seu lifestyle no blog Expensive$hit, em que compartilham suas paixões por moda e música – as meninas atacam de DJs em diversas festas independentes e lançaram o projeto de moda MPIF (Mulher Preta Independente de Favela) em parceria com a Melissa esse ano.

Diferente de muitos influenciadores digitais da geração Y, que ostentam nas redes sociais uma realidade que nem sempre é a sua, as meninas se destacam por passar a verdade delas em cada post, como o fervo das festas que armam nas favelas e os “looks do dia” que fazem realmente parte do seu estilo. E assim, fazem a diferença.

Por lá, você confere as criações de ambas nos looks street, com pegada sensual e esportiva, claramente inspirados em ícones da cultura afro, como Snoopy Doggy, homenageado por Tasha com uma tatuagem no braço, um resgate da sua ancestralidade, uma das questões mais discutidas pelos movimentos negros no Brasil, nas palavras de Tasha ao ping-pong com o #ModaInfo. Confira:

 

 

Foto: Marcella Ferrari Boscolo