Ambientes voltados exclusivamente à preservação e pesquisa de trajes, acessórios e tecidos estão abertos à visitação

 

Nem só de livros e revistas se faz o acervo de moda de uma biblioteca, pertencendo a esse espaço também a catalogação e guarda de diferentes tipos de tecidos, croquis, DVDs, acessórios, roupas e figurinos que auxiliam estudantes e pesquisadores a compreenderem a evolução do meio fashion através do tempo.

Como cada mídia requer cuidados especiais, em se tratando de trajes, há uma série de regras para garantir que as próximas gerações possam estudar os detalhes das peças contando com a sua correta preservação têxtil, como a proteção dos raios UV, que danificam os tecidos em longo prazo, além da correta higienização e acondicionamento das peças.

Aqui no Senac, esse trabalho é realizado desde 1993 pelas equipes das Modatecas da unidade Lapa Faustolo e do Centro Universitário, pioneiras na previsão de espaços dedicados à memória dos documentos têxteis no nosso país, compostas por subdivisões voltada à catalogação dos tecidos, looks e figurinos doados adquiridos pela instituição.

Recentemente, a Modateca do campus concluiu a implementação do ateliê de costura em seu espaço para execução de projetos reais de estilismo e modelagem como parte do percurso formativo em moda do público. Assim como no Senac Lapa Faustolo, o ateliê também pode ser utilizado por visitantes da instituição.

Acervo do cantor Ney Matogrosso na Modateca constitui a maior coleção de trajes do artista no país

Dentre todas as coleções presentes nos acervos têxteis do Senac, que possuem looks de estilistas como Mário Queiroz, Paco Rabanne, Walter Rodrigues, Ugo Castellana, Clodovil, Dener e Yves Saint Laurent, destaca-se a coleção de mais de 300 artigos de figurino do cantor Ney Matogrosso reunida na Modateca do Centro Universitário, doada pelo próprio artista à instituição em 2010 e que, a cada nova turnê, cresce um pouco mais.

Além do acondicionamento correto dos looks do artista numa sala exclusiva batizada com o seu nome no campus, cada item possui uma ficha catalográfica com detalhes de sua construção, o que facilita a organização para a equipe da Modateca do campus, que precisou se capacitar em restauro e conservação de roupas para cuidar do acervo corretamente, uma jornada de conhecimento contada em detalhes no artigo científico publicado pela auxiliar de documentação técnica Talita Silva na revista Senac DOC ano passado.

Para agendar uma visita monitorada pelas Modatecas do Senac São Paulo, basta ligar nos telefones abaixo:

 

Modateca Centro Universitário Senac

De 2ª à 6ª feira, das 9 às 18 horas, com Talita Silva, no telefone: (11) 5682-7455

 

Modateca Senac Lapa Faustolo

De 2ª à 6ª feira, das 8 às 17 horas, com Cinara Santos, no telefone: (11) 2185-9814

Comentários

Comentários