Desfiles devolvem os holofotes do mundo fashion à cidade maravilhosa

Após o desfile de abertura do RMR, que emocionou ao relembrar marcas cariocas importantes da década de 1980, Lino Villaventura, Patrícia Vieira, Martu e Guto Carvalhoneto cruzaram as passarelas do restaurado Píer Mauá, no coração do Rio de Janeiro, e o que se viu até o momento já é o suficiente para fazer a gente se perguntar o porquê do hiato fashion de dois anos no #errejota e ficar ávido por mais. Confira os melhores momentos dos desfiles selecionados pelo #ModaInfo:

 

Lino Villaventura

No 1º dia do RMR, Lino apresentou o “terceiro ato” de sua coleção nesta temporada, que estreou no Minas Trend e contou com sessão de fotos ao vivo no SPFW. Destaque para a modelagem, com estruturas mais contidas em relação à seleção para a passarela paulista, os bordados e as fendas nos vestidos que revelam leggings de couro ultrajustas em cores fortes, trazendo à tona a dramaticidade e delicadeza características da obra do estilista.

Patrícia Vieira

Dando continuidade à sensualidade cubana apresentada na SPFW, a estilista trouxe novamente belíssimos trabalhos em couro, sua marca registrada, criando padronagens com corte a laser, além das flores, que apareceram ora pintadas à mão, ora bordadas em ponto cruz.

Martu

Franjas, plumas, fendas e brilhos marcaram a passagem da label na passarela no melhor estilo glam para looks de festa que exalam sensualidade. Destaque para o equilíbrio das transparências em estruturas fluidas e bordados com metais.

Guto Carvalhoneto

Sem se ater às estações, Guto estreia nas passarelas com sua quinta coleção, cuja austeridade dos looks, às vezes também sombrios, revelam a preocupação do estilista com a atemporalidade e o estudo da forma, no show batizado por ele de “esquizofrenia criativa”, que combinou elementos do sertão nordestino a sua veia desconstrutivista.

[envira-gallery id=”6895″]

 

 

Fotos: Agência Fotosite

 

Comentários

Comentários