Marcas nacionais tiveram apoio do Programa Texbrasil para participar do evento, considerado uma das maiores plataformas de lançamentos para o mercado de moda

 

De 1 a 4 de março, seis marcas brasileiras estiveram em Paris para a edição de outono/inverno da Tranoï, tradicional evento voltado à divulgação de novos estilistas, que aconteceu paralelamente à semana de moda na capital francesa e atraiu cerca de 10 mil visitantes.

Colar de lágrimas de nossa senhora da Cerra D’Ouro/ Divulgação

O grupo foi formado pelas empresas de vestuário Skazi, Iorane, Vitor Zerbinato e Arte Sacra, além de duas de marcas de acessórios de luxo, a Brennheisen Jewelry e a Cerra D’ouro.

Chamam a atenção os processos artesanais na criação de produtos das marcas escolhidas, como no caso da Cerra D’Ouro, que recolhe flores naturais do cerrado mineiro, como orquídeas nativas, para comporem as matrizes das suas joias de ouro.

A participação brasileira na Tranoï contou com o apoio dos programas de exportação Texbrasil (Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira), Fashion Label Brasil e Precious Brazil — realizados por meio de parcerias entre a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) com a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), a ABEST (Associação Brasileira dos Estilistas) e o IBGM (Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos).

De acordo com Lilian Kaddissi, gerente executiva do Texbrasil, o mercado europeu é competitivo, fator que leva as empresas a adaptarem suas coleções para agradar esse público. “Nesta edição, nosso grupo traz produtos de alto valor agregado. Estamos na expectativa de as empresas ampliarem a gama de contatos europeus durante a feira, que costuma reunir compradores de qualidade do continente e fora dele, e fecharem negócios”, explica.

Foto em destaque: Divulgação

Comentários

Comentários