Mostra com 20 looks doados pelo estilista ao Acervo de Moda Senac percorrerá a rede

Criação de Ugo Castellana para a coleção Tropicália

Look da Coleção Tropicália, de Ugo Castellana, em exposição/ Foto: Marcella Ferrari Boscolo

Começou hoje a exposição Ugo Castellana – Costurando Memórias, no Centro Universitário Senac, composta por looks que integram os 50 anos de carreira do estilista italiano radicado no Brasil nos anos 1960.

Além de peças icônicas criadas sob medida para clientes, se destacam na mostra os modelos extravagantes da coleção Tropicália, desenhada por Ugo há exatos 30 anos para um desfile no MASP (Museu de Artes de São Paulo) encomendado pela Rhodia, em que, com o artesão Norberto Nicola, utilizou técnicas de tapeçaria para a construção das roupas femininas de gala, unindo sua moda de ateliê às artes artesanais.

O estilista é um dos expoentes da época de ouro da alta moda nacional, que se iniciou com Denner e Clodovil e trouxe notoriedade à profissão no Brasil. Suas criações sob medida eram encomendadas por mulheres da alta sociedade para prestigiarem eventos sofisticados, como jantares e premiérès de óperas e teatro.

“Sou de uma época em que o estilista tinha de saber de tudo, desde pentear e vestir a modelo até se relacionar com a cliente”, conta Ugo, que revela que após ajustar os looks nos corpos das clientes, lhes entregava também os croquis.

A exposição permanece aberta à visitação no campus até 16/2/18 para então percorrer outras unidades da rede pelo território brasileiro. Com isso, os looks passam a integrar o Acervo de Moda Senac, que já conta com criações de Mario Queiroz e figurinos de Ney Matogrosso.

Visite a exposição:

[add_single_eventon id=”13480″ ]

 

Foto em destaque: divulgação

Comentários

Comentários