Reaproveitamento de materiais é opção certeira em tempos de crise

 

Entre o desenvolvimento de uma coleção e outra, é praticamente inevitável o acúmulo de peças e insumos têxteis no próprio estoque, ou seja, investimento parado que serve de alerta para avaliar a sustentabilidade (econômica, inclusive) da empresa em médio e longo prazo.

Com o propósito de estimular a criatividade do público em sua 48ª edição, o Senac Moda Informação promoveu, junto à Gabriela Mazepa do Re-roupa uma exposição de upcycling realizada com peças de edições passadas do evento redesenhadas para o Inverno 2017.

O resultado da ação você confere na entrevista realizada pelo #ModaInfo com a Gabriela e com a Mari Pelli, do Roupa Livre, que também esteve no evento tirando dúvidas do público sobre os processos de reúso e reaproveitamento de insumos têxteis e peças de roupa. Veja:

 

Leia também:

A sustentabilidade bateu à porta do fast fashion, e agora?

Três perguntas para Chiara Gadaleta

Athleisure: Inverno 2017 traz a leveza dos looks esportivos

Comentários

Comentários